Uncategorized

Gastroenterite Parasitária – Trichuris vulpis

31 - Gastroenterite Parasitária-01

As gastroenterites parasitárias ou também conhecida popularmente como “verminoses” constituem um problema na clínica de cães e gatos pela sua alta prevalência e por serem, algumas delas, consideradas zoonoses. Os principais helmintos de interesse médico veterinário podem ser divididos em dois Filos – o Filo Nemathelmintes, que compreende os nematódeos, e o Filo Platyhelminthes, formado pelos cestódeos e trematódeos.

Os diferentes helmintos que causam verminoses podem se alojar e migrar para diferentes tecidos e órgãos na sua fase adulta, havendo assim diferentes manifestações clínicas.

Dentre essas endoparasitoses, há o T. vulpis, considerado como é um verme grande, que, quando adulto mede de 4,5 a 7,5 cm e habita o intestino grosso, T. vulpis não é considerado como uma zoonose porém é de notória importância na clínica de pequenos animais devido a sua abrangência geográfica  especialmente em locais de clima úmido e quente. Sua transmissão se da através da via fecal-oral (solo e águas contaminados com os ovos do parasita) e devido a alta resistência dos ovos do T. vulpis, podem permanecer viável durante anos em local com boa umidade e proteção de radiação solar.

Endoparasitose causada por T. vulpis muitas vezes são leves e assintomáticas, porém nos casos de infestações maciças, a verminose pode causar alguns danos à saúde dos cães, como apresentação de um quadro de dor e distensão abdominal, diarréia aquosa, com presença de muco ou sangue, perda de peso e desidratação. O quadro ainda pode ser mais severo em animais jovens com alta contagem de parasitas, podendo evoluir para um  quadro de prolapso retal.

O diagnóstico é estabelecido mediante a comprovação da presença de ovos típicos nas fezes de cães por provas de flutuação fecal.

Para prevenir uma essa endoparasitose recomenda-se a avaliação periódica de exames de fezes pelos veterinários além da vermifugação trimestral a base de vermífugos de amplo espectro que combatam esse nematódeo, e por fim,  melhorar as condições ambientais mediante a eliminação adequada dos excrementos para evitar a contaminação da água e do solo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s